Patrocinado
TEDx promove mais uma edição em Blumenau

TEDx promove mais uma edição em Blumenau

No sábado, dia 21, a partir das 15h, acontece o evento “Como Nossos Pais (?)”, promovido pelo TEDx Blumenau.

O evento será na sede da OAB/SC Subseção de Blumenau.

De acordo com a organização, o intuito é trazer à tona uma conversa significativa sobre as gerações.

Acreditando que esse é o momento para se repensar as relações familiares, a equipe TEDx Blumenau procura unir no evento mães, pais, filhas e filhos.

 

Confira abaixo a programação completa:

15h: credenciamento e pré-meeting

15h40: dois speakers presenciais e talks em vídeo

17h: coffee-break

18h: dois speakers presenciais e talks em vídeo

19h20: confraternização

 

Confira abaixo os palestrantes da edição:

Luísa Von Mühlen Bettio: tem 12 anos de experiência na área de pesquisa e planejamento estratégico, sendo seis deles com a Box1824, onde hoje é diretora de planejamento e acredita na integração do comportamento humano aos desafios do negócio, despertando novos olhares. A speaker  traz para o evento um olhar inédito sobre o conflito de gerações do ponto de vista da Geração Z, baseado na recém-lançada pesquisa da Box1824 sobre a geração.

Camilo Coelho: foi um dos responsáveis pela área de negócios sociais da agência, conhecida como NBS Rio+Rio. As causas sociais, inclusive, são parte importante de sua trajetória, com destaque para a organização anual, no Rio de Janeiro, do evento Peace One Day, o projeto Favelagrafia e o projeto Todas as Famílias.

Amanda Trupinambá: tem 19 anos e há quatro anos começou seu processo de desescolarização. Com 15 anos percebeu que não se encaixava no sistema tradicional de ensino e então fez uma escolha: sair e tentar encontrar seu verdadeiro propósito com experiências com significado e que fizessem sentido para si.

Fernanda Pelence: é filha, mãe, esposa, professora e integrante importante da comunidade surda blumenauense e da região. Formada no curso de licenciatura em Letras Libras da UFSC, conta com mais de 18 anos de experiência no ensino de Libras para alunos ouvintes e surdos em instituições de grande relevância, como Furb, Sesi, Senac e Abada. Ela irá compartilhar conosco um pouco de suas experiências como filha e como mãe e os desafios diários para criar uma filha ouvinte em uma sociedade, ainda, com pouca acessibilidade para pessoas com deficiências.

 

Os ingressos são limitados e podem ser adquiridos clicando aqui.

Patrocinado
Patrocinado