Patrocinado
7 mudanças de hábitos fundamentais para a terceira idade

7 mudanças de hábitos fundamentais para a terceira idade


Conteúdo oferecido por Comunicare Aparelhos Auditivos.
Leia esta e outras notícias sobre saúde e bem estar no Blog da Comunicare.
A Comunicare Aparelhos Auditivos é uma empresa voltada à reabilitação auditiva de excelência. 
Em Blumenau estamos na Rua Floriano Peixoto, 433.
Edifício Paul Cézanne, Loja 5, no Bairro Jardim Blumenau
Telefone: (47) 3288.0895

 

QUANDO o ser humano envelhece, o seu metabolismo desacelera. Devido a isso, a queima de gordura, por exemplo, é prejudicada, fazendo com que a pessoa fique propensa a ter aumento de peso e, consequentemente, desenvolver doenças que são decorrentes de maus hábitos, como diabetes, hipertensão etc.

Por esse motivo, é importante que o pessoal da terceira idade tenha hábitos de vida saudáveis para aumentar a sua longevidade e, inclusive, diminuir os riscos de adoecer e ter que depender de terceiros para ajudá-los nos seus afazeres do dia a dia.

Pensando em auxiliá-lo a incentivar seu ente querido que já chegou à terceira idade a mudar de atitude e adotar medidas saudáveis, escrevemos este artigo para listar 7 práticas fundamentais que precisam fazer parte da rotina dele. Acompanhe!

 

1. Ir ao médico com mais frequência para se prevenir

Embora o idoso seja uma pessoa saudável e que não demonstre qualquer sintoma de alguma doença, a visita ao médico é fundamental. É bem verdade que nos limitamos a procurar esse profissional apenas quando vemos que a saúde está prejudicada, no entanto, essa visita não deve ser apenas para tratar algo, mas também precisa ser vista como uma medida de prevenção.

O inverno está chegando? Que tal procurar um médico para que ele verifique se não há nenhuma ameaça de resfriado ou alguma outra doença respiratória pior, como ataque de asma, bronquite e, até mesmo, pneumonia? Sim, uma gripe mal tratada pode ocasionar um desses problemas.

Nesse momento, o médico precisa ser visto como um aliado na manutenção da saúde na terceira idade, pois, o quanto antes a doença for diagnosticada, maiores serão as chances de cura.

 

2. Utilizar medicamentos e aparelhos para ajudar na qualidade de vida

Sempre que o médico recomenda o uso de medicamentos, significa que o idoso precisa daquela substância para poder melhorar seu estado de saúde. Por esse motivo, sempre deixe clara a importância de seguir a recomendação médica.

Em caso de pessoas com deficiência auditiva, por exemplo, seguir à risca as recomendações do fonoaudiólogo é fundamental para ter a melhor experiência com o aparelho auditivo. Por mais que a fase de adaptação não seja muito fácil, fazer as consultas necessárias, realizar as atividades em casa e informar qualquer incômodo no uso do aparelho é essencial para melhorar o bem-estar e a qualidade de vida do usuário.

 

3. Mudar hábitos alimentares

Frituras, doces e carboidratos são alguns dos principais alimentos que precisam ser eliminados ou, pelo menos, reduzidos do cardápio dos idosos. Marcar uma consulta com um nutricionista não é uma má ideia, pois ele poderá listar os alimentos adequados para suprir a falta de nutrientes. Além disso, ele pode solicitar exames para analisar a condição atual da saúde do idoso.

Caso você opte por não levá-lo a esse profissional, incentive-o a consumir muita verdura, legumes e frutas. Evite oferecer sucos de pacotinhos ou caixinhas e dê preferência para a polpa natural da fruta — ah, refrigerante nem pensar!

Outro ponto que merece atenção é o consumo de água. O ideal é ingerir, pelo menos, 2 litros da bebida por dia. Isso ajudará a hidratar a pele e melhorará o funcionamento de todos os órgãos do organismo.

 

4. Abandonar vícios nocivos

Abandonar vícios nocivos à saúde é um dos principais hábitos que precisam ser colocados em prática na terceira idade. O álcool interfere diretamente no bem-estar do fígado, órgão vital do corpo humano.

Quando ingerido de maneira excessiva, ele faz com que esse elemento seja forçado a trabalhar mais, assim, ele se vê obrigado a produzir mais enzimas para fazer a metabolização do etanol, o que colabora para o desenvolvimento de uma hepatite alcoólica ou inflamação crônica, podendo evoluir para uma doença mais séria: a cirrose.

Já o cigarro pode prejudicar, principalmente, o sistema respiratório, pois as substâncias nele contidas podem ajudar no surgimento de doenças, como o câncer no pulmão, garganta etc.

 

5. Ter uma vida social ativa

Conseguir se relacionar bem com as pessoas é fundamental para ter uma boa qualidade de vida na terceira idade, portanto, esse é um hábito que merece ser adotado. Convenhamos que é muito bom aproveitar o aconchego do lar, mas fazer novas amizades e sair para se divertir é fundamental para manter, até mesmo, a saúde emocional em ordem.

Nesse sentido, motive o idoso a sair de casa, a frequentar bailes da terceira idade, viajar com os amigos, conhecer outras pessoas e, o melhor, divertir-se de maneira saudável! Com o passar do tempo, você perceberá que ele se sentirá muito mais animado e empolgado com os acontecimentos da vida.

 

6. Realizar atividades físicas

A prática de atividades físicas ajuda a melhorar o sistema cardíaco, a circulação sanguínea, a resistência física etc. Por esse motivo, é de suma importância realizá-las na terceira idade. É claro que, em alguns casos, o ritmo dos exercícios precisa ser mais leve, mas isso não é desculpa para não fazer as atividades.

Sendo assim, estimule o idoso a realizar caminhadas ao ar livre, corridas, yoga, pilates e, até mesmo, andar de bicicleta. Todas essas ações proporcionarão um sentimento de bem-estar que será ótimo para motivá-lo a enfrentar os desafios do dia a dia.

 

7. Dormir bem

O sono é um momento muito importante da rotina das pessoas. Isso porque dormir mal faz com que o funcionamento adequado de nossas capacidades cognitivas seja prejudicado. Devido a isso, há um desempenho insatisfatório no trabalho, oscilações emocionais, estresse e prejuízos para o metabolismo em geral.

Veja algumas dicas que podem ser colocadas em prática ainda hoje para melhorar a qualidade do sono:

  • verificar a qualidade dos colchões e travesseiros;
  • manter o ambiente tranquilo;
  • fazer exercícios de respiração e meditação;
  • abandonar os smartphones e demais dispositivos móveis;
  • evitar o consumo de alimentos pesados e café antes de dormir;
  • praticar a leitura antes de cair no sono.

Ao aplicar essas mudanças de hábitos na terceira idade, será possível ter uma melhor qualidade de vida e mais disposição para enfrentar a rotina. Lembre-se de que a visita ao médico é essencial para assegurar uma boa manutenção da saúde.

Por falar em profissionais da saúde, já marcou uma consulta com o fonoaudiólogo para ter acesso a um excelente programa de reabilitação auditiva? Entre em contato conosco para saber como podemos ajudá-lo!

www.comunicareaparelhosauditivos.com


Patrocinado
Patrocinado

Agenda

Show com Fernando e Sorocaba

Espetáculo Baly Shark

Sabores de Santa Catarina