Patrocinado
Distribuidor atacadista: segmento usa a tecnologia para superar desafios

Distribuidor atacadista: segmento usa a tecnologia para superar desafios

Dentro do setor atacadista, temos alguns formatos de negócios que são definidos de acordo com suas características.

Aquele que reúne empresas que oferecem uma solução abrangente de mix de produtos de diversos fornecedores e a entrega deles é chamado de distribuidor atacadista.

Este segmento vem passando por diversas transformações nos últimos anos.

Por muito tempo, o atacadista foi visto apenas como um atravessador, que comprava das grandes indústrias para revender aos varejistas ou até a outros atacadistas.

No entanto, com as constantes movimentações na economia e o aprimoramento de algumas atividades, o papel desse modelo de negócio mudou, tornando-o um parceiro estratégico.

Ao unir o atacado à distribuição, essas empresas conseguem oferecer prazos de pagamento mais alinhados com o mercado e uma flexibilização na quantidade e variedade dos pedidos.

Além disso, elas podem ser mais versáteis com relação às datas e aos locais de entrega.

Tudo isso aumentou a relevância do distribuidor atacadista, mas também trouxe alguns desafios para sua rotina.

E é sobre eles que vamos falar neste artigo, ressaltando como a tecnologia pode ser uma grande aliada para vencê-los.

 

Principais desafios do distribuidor atacadista

  • Falta de mão de obra especializada: É certo que sempre que um segmento de mercado se destaca há uma corrida em busca dos melhores profissionais para ocupar os cargos mais estratégicos dentro dele. Com o distribuidor atacadista a história se repete, mas ele pode contar com a tecnologia para resolver a questão. Aqui, ela atua, principalmente, em dois aspectos: recrutamento e seleção; e treinamento. Com processos parametrizados a partir de softwares desenvolvidos especificamente para o setor, é possível atrair e reter talentos dispostos a atuar em empresas que buscam sempre a inovação. Além disso, com o conhecimento devidamente organizado, fica muito mais fácil e ágil transmiti-lo tanto a novos colaboradores quanto a antigos funcionários que querem se atualizar e progredir na carreira. Os treinamentos, inclusive, podem ser feitos de forma presencial ou online. Neste caso, a tecnologia ajuda a disponibilizar os conteúdos em formato digital para que os colaboradores possam acessá-los no lugar e no horário que for mais adequado para eles.

  • Aumento dos custos com mão de obra: Se é difícil encontrar mão de obra e o mercado é regido pela lei da oferta e da procura, contratar um bom profissional pode sair um pouco mais caro do que o normal. No entanto, as empresas do ramo têm percebido que ao usarem as ferramentas certas podem não só equilibrar os custos como também reduzi-los. Um bom exemplo é inserir um sistema de gestão de vendas que esteja integrado ao estoque e à logística. Assim, é possível reduzir o tempo entre a emissão de um pedido e a entrega ao cliente. A integração tecnológica também ajuda a reduzir erros e retrabalhos, o que impacta positivamente na produtividade dos profissionais. Ao produzirem mais e melhor, pode-se chegar ao ponto de não precisar contratar novos colaboradores. 

  • Surgimento de problemas de integração: Bom, quando uma empresa se propõe a exercer duas atividades em uma só, como ser um distribuidor atacadista, é preciso saber que integração deve ser a palavra-chave no dia a dia do negócio. Por que dizemos isso? Porque é por meio da integração entre os diversos setores, como logística, vendas e suporte ao cliente, que é possível fazer com que haja uma sequência lógica nos processos, evitando que ocorram atrasos na realização das tarefas. Imagine que chega um pedido no setor de vendas do atacado que precisa ser entregue daqui a dois dias, pois foi essa a condição para o fechamento da compra. O pessoal então agiliza a papelada e já repassa a demanda para o estoque, que no mesmo momento já inicia a separação dos produtos, pois recebeu o aviso de urgência do vendedor. Até aqui, tudo bem. Só que houve a troca de turno e não foi repassado a quem chegou que a carga precisava ir para o caminhão naquele mesmo dia para chegar no prazo ao comprador. Resultado: a entrega saiu atrasada e, para não perder a venda, foi preciso destacar dois motoristas para se revezarem na direção do caminhão e chegarem a tempo no destino, dando prejuízo financeiro à empresa, pois ela contabiliza somente um motorista por entrega, e gerando estresse entre os colaboradores. Usando um bom software para fazer a integração de todas as áreas, esse tipo de problema não ocorreria. Ao ser feita a venda, o estoque e as demais áreas envolvidas no processo já seriam acionadas e ficaria tudo registrado. Assim, qualquer funcionário que chegasse após a troca de turno poderia consultar o sistema e prosseguir com aquele pedido.

  • Dificuldade em atender a demanda: O objetivo de todo negócio é crescer, certo? No entanto, no segmento do distribuidor atacadista, as empresas enfrentam muitas dificuldades quando resolvem dar um passo na direção do crescimento. O principal obstáculo é produzir no mesmo ritmo que as vendas aumentam. Ou seja, conseguir atender todas as demandas que chegam de maneira satisfatória, seja em relação a quantidade de produtos, seja em relação aos prazos. E se você realmente se propõe a expandir e não consegue dar conta dos pedidos, logo ganhará a reputação de pouco confiável. Aqui, a tecnologia também pode ajudar. São muitas as formas que os recursos e serviços tecnológicos podem assumir para potencializar a capacidade produtiva da empresa e impedir que ela não seja estrangulada pelo crescimento da demanda. Há soluções para a integração de processos e a facilitação do trabalho dos profissionais envolvidos na operação, sistemas que dão transparência à gestão e à segurança das informações, e muito mais.

 

Opte sempre por um sistema de gestão

É bastante importante usar um sistema que faça a integração de todas as áreas da empresa, especialmente quando falamos do distribuidor atacadista, que agrega duas atividades distintas: vender e entregar.

O interessante, no entanto, é buscar por uma solução que, além da integração, também esteja preparada para atender as mais diferentes demandas empresariais.

Esse é o caso da solução WK formatada para o distribuidor atacadista.

Com ela, você faz uma gestão completa, inteligente e funcional da sua empresa, gerenciando e integrando operações desde a área de vendas até a de controladoria.

ERP da WK foi projetado para gerar segurança, automatizar processos, maximizar resultados e minimizar riscos, tornando a solução essencial para quem busca excelência na gestão empresarial.

Quer saber mais sobre a solução acesse o site ou entre em contato com um dos especialistas. 


Patrocinado