Patrocinado
Cartas de Dr. Blumenau são digitalizadas do acervo particular da Familia Imperial

Cartas de Dr. Blumenau são digitalizadas do acervo particular da Familia Imperial

O Arquivo Histórico José Ferreira da Silva trabalha desde fevereiro com o Arquivo Histórico do Museu Imperial de Petrópolis na busca por informações sobre a troca de correspondências que dizem respeito ao Dr. Blumenau.

Na última sexta-feira, dia 14, a Fundação Cultural conseguiu a digitalização do material que integra o acervo particular da Família Imperial.

Fazem parte desse acervo cartas, ofícios e relatórios.

“Uma parte microfilmada já estava à disposição no Arquivo Histórico, mas a grande maioria não estava digitalizada”, salienta o presidente da Fundação Cultura de Blumenau, Rodrigo Ramos.

“No conteúdo das cartas, há pedidos para quitar dívidas, textos escritos em português e assinados pelo Dr. Blumenau. Como curiosidade, ainda precisa ser desvendado se foi um copista que traduziu ou se foi o próprio quem escreveu.”

Compõem o acervo 50 documentos.

Todo o material será transcrito para o português e disponibilizado para a comunidade.

Também serão publicados na Revista Blumenau em Cadernos.

As pesquisas sobre documentos do fundador da cidade continuam na Alemanha, onde se encontra a historiadora e diretora do Arquivo Histórico, Sueli Petry.

“Juntamente com a pesquisadora alemã Sabine Kiefer, estão coletando documentos interessantes e muitos inéditos para nós como o testamento do Dr. Blumenau, além de imagens inéditas que até então estavam repousando no arquivo histórico alemão, datadas do ano de 1877”, destaca Rodrigo Ramos.

“Após a reunião de todo o material, ele deve compor a exposição das comemorações dos 200 anos de nascimento do fundador da cidade, Hermann Bruno Otto Blumenau.”


Patrocinado