Patrocinado
Blumenau deve atingir universalização do saneamento até 2027

Blumenau deve atingir universalização do saneamento até 2027

Blumenau deve alcançar a universalização dos serviços de esgoto para toda a população até 2027.

O dado é de uma pesquisa da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), que atesta o trabalho realizado na cidade desde 2010 pela BRK Ambiental.

Em 2010 o índice de tratamento de esgoto era de 4,8% e, desde então, a cidade avançou significativamente na oferta de saneamento básico.

O Ranking ABES da Universalização do Saneamento utilizou dados dos municípios brasileiros cadastrados no Sistema Nacional de Informações de Sanemanento (SNIS) até 2017, onde foram analisados cinco indicadores:

  1. abastecimento de água
  2. coleta de esgoto
  3. tratamento de esgoto
  4. coleta de resíduos sólidos
  5. destinação adequada de resíduos sólidos

 

Com isso, o resultado revela a situação de 68% dos brasileiros, divididos em dois grupos: cidades de pequeno ou médio porte com 100 mil habitantes e de grande porte com mais de 100 mil.

Blumenau está em terceiro lugar entre as nove cidades de Santa Catarina que mais se empenham para a universalização do saneamento, categoria onde se encontram a maioria dos municípios brasileiros.

As outras catarinenses na lista, por ordem, são: Florianópolis, São José, Chapecó, Criciúma, Joinville, Lages, Itajaí e Palhoça.

Da última pesquisa para essa, percebe-se a evolução no índice do tratamento de esgoto blumenauense, que passou de 33,60% para 41,36%.

A posição foi definida por meio de uma pontuação calculada com os indicadores apresentados.

Os números colocam a cidade acima da média nacional de 40,46%.

Para atingir essa meta, além da conscientização da população sobre a influênciada coleta e do tratamento para a qualidade de vida, são necessários alguns quilômetros de implantação de rede, cujas obras seguem concentradas neste ano, no bairro Velha.

Baseado no cadastro de clientes, atualmente 44% da população possui esgoto coletado e tratado em Blumenau, com a implantação de 388 quilômetros de rede, somando um investimento de R$ 243 milhões.

A expectativa é de que com as obras na região do bairro Velha em 2019, cerca de 160 mil pessoas sejam alcançadas diretamente com o serviço, além da melhora na qualidade do Rio Itajaí-Açu, que abastece toda a região do Vale do Itajaí e já deixou de receber 19 milhões de litros de esgoto nos últimos anos.


Patrocinado