Patrocinado

Conheça 6 causas da dor de ouvido em idoso

Conheça 6 causas da dor de ouvido em idoso


Conteúdo oferecido por Comunicare Aparelhos Auditivos.
A Comunicare Aparelhos Auditivos é uma empresa voltada à reabilitação auditiva de excelência. 
Leia esta e outras notícias sobre saúde e bem estar no Blog da Comunicare.

Em Blumenau estamos na rua Floriano Peixoto, 433.
Edifício Paul Cézanne, Loja 5, no bairro Jardim Blumenau.
Telefone: (47) 3288-0895.

 

Se você cuida de seus pais, que já estão idosos, certamente, quer ajudá-los a ter uma boa qualidade de vida, o que envolve lidar, de forma correta, com os problemas decorrentes da idade avançada.

Por isso, é importante entender quais são as causas da dor de ouvido em idosos.

A dor de ouvido pode estar associada às sensações de pressão, queimor ou pontadas, além de vermelhidão, coceira e secreção.

Também chamada de otalgia, a dor de ouvido pode ter relação com o sistema auditivo, em si, ou ser desencadeada por outros problemas no organismo.

 

Infecção

As infecções no ouvido podem estar relacionadas com infecções em outras partes do corpo.

Elas ocorrem, por exemplo, quando um resfriado, um vírus e bactérias sobem da garganta para o sistema auditivo, fazendo com que o tímpano fique inflamado.

Também chamadas de otites, tais infecções devem ser tratadas o quanto antes, tendo em vista, principalmente, as dores que causam.

Além disso, o inchaço resultante da inflamação costuma impedir a passagem dos sons, o que causa a sensação de ouvido entupido e a redução da audição.

Uma forma de prevenir infecções é mantendo uma boa imunidade, cuidando do corpo como um todo.

Isso inclui, entre outras coisas, ter uma alimentação saudável, praticar atividades físicas e evitar o fumo e o estresse.

Quando a pessoa tem um sistema imunológico enfraquecido, a otite é ainda mais perigosa, o que requer uma ação rápida.

Por isso, se um familiar idoso estiver nessa situação, ele deve ser levado o quanto antes a um médico especialista.

 

Excesso ou falta de cera

cera desempenha um papel muito importante no ouvido, lubrificando-o e protegendo-o de micro-organismos prejudiciais e também de poluentes.

Por isso, a falta dessa substância pode tornar o órgão vulnerável a ameças que causam doenças, que, por sua vez, costumam causar dores.

Entretanto, a cera deve estar presente em uma quantidade adequada, visto que tanto o excesso quanto a falta dela podem fazer mal ao ouvido.

Uma quantidade exagerada, por exemplo, pode obstruir o canal auditivo, resultando em aumento da pressão no local, o que causa dor.

Para evitar uma produção além do normal, é importante tomar alguns cuidados durante a higienização do ouvido, evitando, por exemplo, limpar a cera de modo excessivo, já que isso faz o corpo entender que é preciso aumentar a produção.

Uma boa prática é evitar o uso de hastes flexíveis, que, além de limparem o ouvido em excesso, também podem ferir o órgão. Você pode usar uma toalha ou o próprio dedo para limpar o pavilhão auditivo, que é a parte externa do ouvido.

 

Lesões

As hastes flexíveis se propõem a ajudar na higiene dos ouvidos, mas têm o potencial de causar lesões, como a perfuração do tímpano, o que resulta em dores.

Trata-se de uma situação que deve ser acompanhada de perto por um otorrino.

É claro que o ideal é não deixar que a situação chegue a esse ponto. Para isso, a melhor maneira de prevenir é evitando inserir qualquer objeto no ouvido, inclusive hastes flexíveis.

 

Problemas respiratórios

A sinusite é causada pelo excesso de muco nas cavidades nasais, regiões que se situam acima e abaixo dos olhos.

A substância desempenha um papel importante no organismo, ajudando a proteger o pulmão e as vias aéreas da desidratação e de ameaças químicas e biológicas, além de oferecer lubrificação.

Acontece que, em excesso, o muco pode preencher os seios nasais, causando inflamação.

Visto que os diversos sistemas da região da cabeça estão interligados, a sinusite acaba por afetar o sistema auditivo, causando otite.

Algo parecido ocorre na presença de outros problemas relacionados com as vias aéreas, como gripe e rinite.

Afinal, elas também provocam um aumento na produção de muco, o que pode elevar a pressão no canal auricular, causando dores no local.

Ao enfrentar essa situação, é preciso contar com a orientação de um médico otorrino, que, além de dar atenção à situação do ouvido, recomendará um tratamento para a sinusite.

A fim de evitar complicações respiratórias, o ideal é ter bons hábitos para manter uma boa imunidade.

Além dos fatores que já mencionamos, como manter uma boa alimentação e evitar o estresse, é importante evitar outras situações que podem causar resfriados.

Por exemplo, sabia que choques térmicos diminuem a resistência do organismo?

Tal tipo de variação repentina na temperatura ocorre, por exemplo, quando a pessoa sai do banho sem proteger o corpo do vento ou do frio.

Algo parecido acontece ao retirar os calçados e apoiar os pés diretamente em um chão gelado.

 

Problemas na mandíbula

Já ouviu falar da ATM? Trata-se da articulação temporomandibular, responsável por conectar a mandíbula ao osso que fica na região da têmpora.

Acontece que, quando a ATM sofre artrite, essa situação provoca dores de cabeça e dificuldades na mastigação, além de prejudicar o sistema auditivo, causando entupimento ou dores nos ouvidos.

Nesse caso, além de procurar um otorrino para tratar o ouvido, é essencial contar com o acompanhamento de um dentista, visando a eliminar a causa do problema.

 

Acúmulo de água

A água pode entrar no ouvido de qualquer pessoa, independentemente da idade.

Assim, alguns momentos na praia ou no clube podem acabar resultando em um ouvido entupido por causa do acúmulo do líquido.

Para lidar com esse incômodo, basta se deitar com a orelha voltada para baixo, de forma que a água saia naturalmente, com a ajuda da gravidade.

Entretanto, se o entupimento persistir por dois dias, é importante consultar um otorrino para que ele avalie a situação.

 

A Comunicare Aparelhos Auditivos é uma empresa voltada à reabilitação auditiva de excelência. 
Leia esta e outras notícias sobre saúde e bem estar no Blog da Comunicare.

Em Blumenau estamos na rua Floriano Peixoto, 433.
Edifício Paul Cézanne, Loja 5, no bairro Jardim Blumenau.
Telefone: (47) 3288-0895.



Patrocinado