Patrocinado

Mutirão Nacional destrói mais de 4 mil toneladas de mercadorias apreendidas

Mutirão Nacional destrói mais de 4 mil toneladas de mercadorias apreendidas

Em 62 unidades da Receita Federal, estão sendo destruídos produtos falsificados ou que não atendem às normas de vigilância sanitária e de defesa agropecuária.

Maior parte dos resíduos são reciclados

Na semana em que se comemora o Dia do Combate à Pirataria e à Biopirataria, a  Receita  Federal realiza em 62 de suas unidades por todo o país, o XXIV Mutirão  Nacional  de  Destruição. 

Cerca  de 4 mil toneladas de mercadorias, o equivalente ao montante de mais de  R$  606  milhões  em autuações fiscais, estão sendo destruídas. A maior parte dos resíduos são reciclados.

Estão  sendo  destruídos  durante  o  mutirão  produtos  como  CDs piratas, cigarros,  bebidas,  cosméticos,  medicamentos  e alimentos impróprios para consumo   ou   utilização,   produtos   falsificados  (brinquedos,  pilhas, isqueiros, relógios, agrotóxicos), químicos, entre outros.


A  destinação  de  mercadorias  apreendidas  pela  Receita, além de ser uma atividade  essencial  para  a  Administração, tem trazido benefícios para o País  e  para  a  sociedade,  auxiliando  entidades  sem  fins lucrativos e equipando  órgãos  públicos  em  suas  atividades-fim,  contribuindo para a preservação da saúde da população e do meio ambiente e arrecadando recursos para a Administração e seguridade social.


No  período  de  janeiro  a  outubro  deste  ano,  os valores de apreensões atingiram  o  montante  de  R$ 2,52 bilhões. A intensificação do combate ao contrabando  e  ao  descaminho  e  o  contínuo  desenvolvimento do comércio exterior   levaram   a   um  incremento  significativo  das  apreensões  de mercadorias.

A  saída  de  mercadorias  apreendidas  dos depósitos pode ser efetuada por diferentes modalidades, quais sejam, incorporação a órgãos públicos, doação a  entidades beneficentes, leilão e destruição. Este ano, já se registra um total  de  saídas  superior  a  R$  2,73  bilhões  ,  sendo 50% por meio de destruição e 28% por meio de leilão.



Patrocinado
Patrocinado

Agenda

Osterdorf – Vila de Páscoa