Patrocinado

Cervejaria interditada em BH por contaminação foi premiada em Blumenau

Cervejaria interditada em BH por contaminação foi premiada em Blumenau

Comemoração da Backer em Blumenau, em 2019


A Cervejaria Backer, de Belo Horizonte, que teve a produção suspensa após o registro de quatro mortes por ingestão de seus produtos, foi premiada em Blumenau no ano passado.

Ela levou o título de melhor cervejaria de grande porte no Festival Brasileiro de Cerveja em Blumenau, o mais prestigiado do País.

 

São consideradas de grande porte as fábricas que têm produção acima de 100 mil litros por mês.

Os mineiros já haviam superado o número de 800 mil depois de uma ampliação em 2018.

 

As mortes e dezenas de intoxicações foram causadas pela presença de dietilenoglicol na bebida.

O dietilenoglicol teria sido usado como anticongelante.

A empresa nega ter comprado o produto.

 

Em reportagem de hoje, a Folha de São Paulo ouviu o empresário cervejeiro Carlo Lapolli, de Blumenau, presidente da Abracerva (Associação Brasileira de Cerveja Artesanal).

 

Ao jornal, Lapolli disse acreditar na recuperação da empresa:

 

“Não tenho dúvida de que a Backer tem plenas condições de recuperar o mercado. São empreendedores comprometidos”.

“O importante agora é que a empresa siga auxiliando as investigações e, sobretudo, tenha transparência com o consumidor”.



Patrocinado