Patrocinado

Assaltantes do aeroporto de Blumenau são de São Paulo. Polícia indicia 8

Assaltantes do aeroporto de Blumenau são de São Paulo. Polícia indicia 8

A Polícia Civil anunciou nesta segunda-feira, 13, a Operação Aeroporto 1, que identificou e indiciou oito pessoas pelo roubo ao Aeroporto Quero-Quero, em Blumenau. 

O assalto aconteceu em 14 de março de 2019

Dos oito envolvidos indiciados, cinco estão presos, inclusive o responsável por organizar e reunir os assaltantes.

A maioria do grupo é formada por criminosos de São Paulo.

Os nomes não foram divulgados.

Na ocasião, uma jovem de 22 anos foi morta,

Dois vigilantes da empresa de valores foram gravemente feridos. 

Foram roubados R$ 9,8 milhões.

Foi o maior roubo já registrado em Santa Catarina.

 

A divulgação foi feita em entrevista coletiva em Florianópolis com a presença dos seguintes delegados:

Paulo Koerich, presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial.

Anselmo Cruz, delegado da DRAS/DEIC.

Delegado Luis Felipe Fuentes, diretor da Deic.

Rodrigo Raitez, delegado da DIC de Blumenau.

 

Confira os pontos divulgados na entrevista:

 

  1. O trabalho de investigação foi realizado pela Divisão de Roubos e Antissequestro (DRAS) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) e pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Blumenau.

  2. Foram oito meses em que os assaltantes planejaram o crime. 

  3. A Operação Aeroporto 1 está relacionada à conclusão da primeira fase da investigação, em que foram identificadas e indiciadas oito pessoas. 

  4. Destas, quatro atuaram na pista do aeroporto com fuzis AK 47 e com munição calibre .50. 

  5. Entre os envolvidos também está um funcionário da empresa de vigilância, que repassou informações aos assaltantes.

  6. Os criminosos são responsáveis pelos maiores assaltos no Brasil nos últimos anos. 

  7. A polícia acredita que no roubo em Blumenau atuaram ao menos 15 criminosos. 

  8. A investigação está sendo feita com integração entre outras polícias, a Polícia Federal e o Ministério da Justiça.

  9. São criminosos interestaduais e até com atuação internacional.

  10. Os crimes pelos quais serão responsabilizados são latrocínio (roubo seguido de morte), tentativas de homicídios contra dois vigilantes, associação criminosa, posse de material explosivo, porte de armamento pesado, entre outros.

  11. Os investigadores não têm dúvidas que os bandidos agiram no assalto para matar os vigilantes – foram disparados ao menos 15 tiros contra o carro-forte.

  12. A polícia apurou que o dinheiro levado saiu de Santa Catarina e foi para São Paulo. 

  13. Na fuga, os bandidos usaram uma ambulância e um caminhão de lixo para levar o dinheiro e o armamento.

  14. O mesmo grupo também agiu em um assalto no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). 

  15. Nos próximos dias, um novo inquérito policial será aberto pela Deic para apurar o envolvimento de mais pessoas.



Patrocinado

Destaque Empresarial

Eventos gratuitos e online sobre desenvolvimento de sistemas e jogos

Proway promove encontros com especialistas dias 24 e 30 de setembro e 07 de outubro