Patrocinado

Hospitais de Blumenau também receberam respiradores comprados pelo Governo do Estado da WEG

Hospitais de Blumenau também receberam respiradores comprados pelo Governo do Estado da WEG

Foto: Mauricio Vieira / Secom


 

O governador Carlos Moisés garantiu ao prefeito Mário Hildebrandt, que os hospitais de Blumenau serão contemplados com respiradores na próxima entrega a ser realizada pela empresa WEG, de Jaraguá do Sul.

Moisés recebeu na tarde de ontem, o prefeito de Blumenau e o Secretário de Promoção à Saúde, Winnetou Krambeck na Casa d'Agronômica em um conversa de pouco mais de uma hora.

O governador ainda informou que o Estado deve disponibilizar na próxima semana a todos os municípios uma ferramenta de análise de dados regionalizada, que ajudará na tomada localizada de decisões.

O prefeito Mário Hildebrandt reforçou que o trabalho conjunto do Governo com a prefeitura ajudará a enfrentar os desafios apresentados. 

Segundo ele, há uma demanda para que as decisões possam ser descentralizadas, o que será possível com a disponibilização da ferramenta de dados regionalizados.

 

Em relação às demandas da cidade, o prefeito fez solicitações a respeito do novo centro de eventos do município e da liberação de recursos para o aeroporto regional, que serão analisadas pelo Executivo.

Na reunião, o secretário da Saúde, André Motta Ribeiro, também informou que o Estado está analisando a forma legal de fazer o repasse, aos hospitais filantrópicos, de um auxílio aprovado pelo Governo Federal. 

No caso das unidades de Blumenau, o Hospital Santo Antônio deverá receber R$ 1,17 milhão, o Hospital Santa Isabel ficará com R$ 1,05 milhão e o Hospital Misericórdia será contemplado com R$ 73 mil.

 

Veja o que destacou sobre a conversa o governador Carlos Moisés:

“Ressaltei ao prefeito que esse é um momento de união de forças, para que possamos superar esse momento de dificuldade.” 

“O Governo quer ser um parceiro de todos os municípios, incluindo Blumenau.”

“Essa ferramenta regionalizada, que já foi apresentada para a Fecam, será muito útil para que as nossas escolhas sejam as melhores possíveis.”

 

Mário Hildebrandt afirma:

“A união de esforços vai nos ajudar a salvar vidas em Blumenau e no estado. A ferramenta vai nos dar uma condição de entendimento da disseminação do vírus. Vamos ampliar o debate nos municípios e nas regiões.”



Patrocinado