Patrocinado

TRE-SC registra número recorde de candidatos nas Eleições 2020

TRE-SC registra número recorde de candidatos nas Eleições 2020

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) registrou, para as eleições deste ano, um número recorde de candidatos. 

Até o meio-dia desta segunda-feira (28), haviam 21.423 pedidos de registro de candidaturas no estado.

O número representa um aumento de 21,45% em comparação com as eleições municipais de 2016, quando foram 17.639 candidatos registrados.

 

Até o momento, são 19.598 candidaturas para vereador e 912 para prefeito e vice-prefeito nos 295 municípios catarinenses.

Este número pode mudar após o julgamento dos pedidos de registro de candidatura, que se encerra em 26 de outubro.

 

O número se refere aos candidatos indicados em ata pelos partidos e encaminhados ao TRE-SC e constam do DivulgaCandContas - sistema que controla os registros. 

O sistema é disponibilizado na internet para todos os cidadãos. 

Para acessá-lo, não há necessidade de cadastro prévio ou autenticação de usuário.

O acesso é simples e pode ser feito com apenas alguns cliques. 

Basta acessar este link e selecionar a unidade da Federação no mapa ou a sigla do estado a ser consultado.

 

Blumenau, a cidade com terceiro maior número de eleitores, tem 12 candidatos a prefeito e 357 para vereador.

 

Os números também apresentam que 30 candidatos no estado têm 18 anos, idade mínima para preterir o cargo de vereador. 

Para o cargo de prefeito e vice-prefeito, a idade mínima é de 21 anos. 

Entre os candidatos mais idosos, foram 13, na faixa de 80 a 84 anos, que registraram candidaturas.

 

Candidaturas de mulheres

 

Emenda Constitucional (EC) nº 97/2017 vedou, a partir deste ano, a celebração de coligações nas eleições proporcionais para a Câmara dos Deputados, Câmara Legislativa, assembleias legislativas e câmaras municipais. 

Um dos principais reflexos da mudança se deu nesse crescimento de pedidos de registro de candidaturas à Justiça Eleitoral, especialmente porque, com o fim das coligações, cada partido deveria, individualmente, indicar o mínimo de 30% de mulheres filiadas para concorrer no pleito.

 

A mudança impactou, principalmente, o fomento à participação feminina na política do estado. 

Antes, a indicação de mulheres para participar das eleições era por coligação e, agora, será por partido.

Este ano são 7.215 mulheres com candidaturas registradas, o que representa 33,7%. 

Em comparação com 2016, quando 5.564 disputaram o pleito eleitoral, houve um crescimento de 2,2%.



Patrocinado
Patrocinado

Agenda

Destaque Empresarial

Visite o estande virtual da Fácil na Fenalaw 2020

Novidades do Espaider 7 e soluções para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas